Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Sorte da Raposa

Partilha de emoções, experiências, reflexões ❤

A Sorte da Raposa

Partilha de emoções, experiências, reflexões ❤

As pérolas de Anita

18.03.20, Dulce Ruano

Joanina.jpg

Quando entrei para o lugar onde trabalho, já havia algumas pessoas contratadas, inevitavelmente sentimos um carinho muito especial uns pelos outros, ao fim de algum tempo é como que vivemos todos debaixo de mesmo tecto e verdade que vivemos mesmo e verdade que são pessoas com quem já convivi mais do que Familia de sangue, verdade que somos obrigados a conviver juntos apesar do cariz profissional.

Anita entrou uns meses antes de mim, desde que a conheci que senti uma empatia que perdura ao fim de todo este tempo, ela é astuta, muito divertida, carinhosa, trabalhadora e amiga, nunca tive um sentimento de repulsa por ela em nenhum momento, sinto que o sentimento dela para comigo é recíproco, basta olhar-me e percebe se estou bem ou se estou mal, às vezes conto-lhe coisas de mim, dos meus projectos de vida, das minhas emoções e sinto sempre apoio da sua parte.

No tempo da manhã temos uma pausa de dez minutos num período de meia hora que as pessoas vão agrupadas por diferentes áreas da empresa, no tempo em que eu vou encontra-se Anita, conversamos, interagimos com o grupo, damos risadas, falamos de tudo, aproveito para pôr o meu almoço a aquecer, os dez minutos voam…

Estava a preparar-me para ir trabalhar, vesti um vestido com um padrão preto e branco, procurei uns brincos, peguei em alguns que costumo usar com regularidade porém achava que o vestido merecia outro modelo e procurei nos que uso pouco ou que nunca usei e naqueles que estão lá nem sei porquê.

Vi uns penduros que têm uns brilhantes e no final uma pérola em suspensão, são lindíssimos e questionei-me porque razão nunca os tinha usado, naquele dia usei.

Já em cima da hora de sair de casa e sem tempo de apaparicar o que quer que fosse, fui trabalhar.

Quase no final da manhã fui à casa de banho e espontaneamente olho para o espelho!! Tive um flash dos feios, sentia-me ridícula com os brincos das pérolas, de facto constatei que as pérolas não são para mim, achei-me horrível e imediatamente imaginei-os nas orelhas de Anita com um rosto mais maneirinho que o meu que é para o comprido.

Guardei-os dentro dum pequeno saco e na primeira oportunidade passei pelo seu departamento para lhe os oferecer.

Quando entrei encontro o chefe de departamento que estava de Parabéns e estava a falar para Anita, cumprimentei-o, desejei-lhe um feliz aniversário e disse “hoje faz anos mas quem recebe a prenda é Anita”, ela ficou boquiaberta e disse-me com a ternura que lhe é característica “olha, tenho-te a dizer duas coisas: Eu só faço anos daqui a três dias e te digo que na nossa pausa do café vi-te com estes brincos que os achei lindíssimos, fiquei mesmo de olho neles”!

Bem.....cuidado, pára tudo já!!!!

Senti ali um momento de felicidade tal que nem sabia como me manifestar. Feliz por ela, por mim, pelo belo momento que se proporcionou e da forma como as pequenas coisas da vida se encaixam tão bem, senti uma química entre nós que não me parece existir força maléfica que a invada, são destas energias que precisamos para nos sentirmos mais fortes, firmes, felizes, confiantes.

Escrevo isto ao fim de três dias, assim, hoje é o dia de Anita, dei-lhe um forte abraço, ofereci-lhe o melhor exemplar da pereira que tenho no quintal e ainda uma blusa que nunca usei por não me ficar bem mas a ela cai-lhe que nem uma luva e ainda uma cópia deste texto com a fotografia de nós duas abraçadas 

PARABÉNS Anita e grata por se ter cruzado na minha vida