Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Sorte da Raposa

Partilha de emoções, experiências, reflexões ❤

A Sorte da Raposa

Partilha de emoções, experiências, reflexões ❤

Há Leão na cidade

20.07.23, Dulce Ruano
Em seguimento a uma noticia que saiu hoje do avistamento duma Leoa nos arredores de Berlin, filmada na hora da refeição a comer, supostamente, um javali, trouxe-me à memória uma cena sobre um Leão à solta em Lisboa. A pedido extra do patrão da empresa onde meu pai trabalhava, tinha de levar um pequeno carregamento de tecidos e acessórios a uma fábrica à entrada de Lisboa, era dia de semana, eu estava de férias da Páscoa, teria uns 10/11 anos, não tinha nada para fazer e meu (...)

No primeiro de Maio

03.05.22, Dulce Ruano
Em todos os dias da minha vida acontecem histórias, como tal, na data comemorativa do dia do trabalhador, 1 de Maio ou 1º de Maio não seria a exceção. Na minha cidade todos os anos no 1º de Maio ou no dia 1 do mês de Maio, ambas são suscetíveis de se dizerem, é realizada uma marcha e corrida de atletismo entre a vila de Aldeia de Carvalho e a cidade da Covilhã. Além de proporcionar à sociedade um dia de festa e convívio no dia comemorativo do trabalhador, a entidade (...)

Viagem atribulada

20.07.20, Dulce Ruano
Certa vez, íamos em Família numa viagem de comboio a caminho de Lisboa, alegres e contentes, não só porque gostamos de andar de comboio mas também porque no dia seguinte começavam as férias tão esperadas. Tínhamos avião no dia seguinte de madrugada e para evitar o transtorno do estaciona aqui, estaciona ali e ainda deixar o carro no aeroporto por duas semanas achamos por bem ir de comboio. Metódica como sou, aliás, demasiado metódica sempre que faço viagens mais prolongadas, (...)

Dia à minha maneira

25.06.20, Dulce Ruano
Há dias da nossa vida que nos marcam mais que outros, por boas ou menos boas razões, é um facto. Tanto enalteço pelo bom ou pelo menos bom, maioria ficam-me na memória que é o melhor baú de recordações que se pode ter mas com o tempo há detalhes que se esvanecem, limam-se como se uma rocha se tratasse pela erosão do tempo, ela está lá mas não da mesma proporção quando surgiu, assim é na vida de todos nós, o tempo lima os pormenores do que se vive, diminui a intensidade (...)